Páginas

Participantes da Gincana contam o que os motiva a participar desta grande festa

Provas destaque surpreenderam os participantes e animaram a festa
Por Ingridy Almeida, Anna Nardy e Nayara Campos
Neste ano a comissão organizadora da Tradicional Gincana de Lima Duarte realizou algumas mudanças na festa que aconteceu de 12 a 14 de novembro. A abertura, ao invés de realizada pelas equipes, foi executada pela própria Comissão; além disso a equipe Los Barbudos não competiu, apesar de ter prestigiado todo o evento.
Três provas foram destaque e surpreenderam a maioria. Em uma delas, seis componentes de cada equipe deveriam dançar a música Macho Man vestidos à caráter. A nota só foi dada depois e não tivemos como saber quem se saiu melhor. Em outra, duas componentes deveriam se apresentar de biquíni e urinar em um espaço reservado dentro de um pinico. A integrante que mais urinou ganhou a prova, saindo vencedora a Sociedade Alternativa. O momento mais esperado do evento, como sempre, foi a prova relâmpago onde a Comissão pediu itens imprevisíveis, tais como um caderninho de tabuada, um aparelho auditivo, um rimel, um relógio com características especiais, um abacaxi com coroa e um piercing, dentre outros.
Mais uma vez a gincana foi contagiante, mobilizou toda a cidade e recebeu visitantes de outras regiões. Mesmo com chuva estavam todos lá, pessoas com características diversas se respeitando em suas diferenças, sem haver brigas. A grande vencedora foi a equipe Ket Xup. Em segundo lugar ficou a Sociedade Alternativa e, em terceiro, a Carniceira. Parabéns a todos que competiram e fizeram dessa festa mais um momento especial da nossa cidade!
Confira abaixo as entrevistas com os componentes das equipes!
Sociedade Alternativa – Entrevistado: José Henrique de Almeida
Jovens Jornalistas: O que acha da Gincana de Lima Duarte?
Zé Henrique: É a única festa da nossa cidade que apesar de tanta rivalidade você não vê briga de gangue, todo dinheiro arrecadado fica pra nossa cidade mesmo, e não existem empresas para explorar a quadra onde ocorre esse evento. Com isso todos lucram, ou seja, todos saem beneficiados.

JJ: O que move você a torcer por essa equipe?
: Eu torço pra Sociedade Alternativa pela grande paixão por essa equipe, ver a alegria nas pessoas principalmente em idosos e crianças quando executam alguma prova é algo gratificante!

Cascavel – Entrevistada: Tayara Sá Amaral
JJ: O que acha da Gincana de Lima Duarte?
Tayara: É um evento típico da nossa cidade. A festa mobiliza desde crianças até idosos, em seus três dias de competição. Tradicionalmente a gincana movimenta limaduartinos e turistas e é, na minha opinião, o evento mais completo e saudável da cidade.

JJ: O que move você a torcer por essa equipe?
Tayara: Meu interesse pela gincana vem desde cedo. Muitos de meus familiares já participavam de algumas equipes, como da extinta Impacto e da Sociedade Alternativa, da qual fiz parte por um bom tempo. Este ano, mais envolvida no evento, fui apresentada a membros da equipe Cascavel que inclusive tornaram-se meus amigos pessoais. A proposta de participação direta, podendo ser componente, me levou a aderir a essa jovem equipe que participou pela segunda vez do evento.

Ket Xup – Entrevistada: Regina Delgado de Paula
JJ: O que acha da Gincana de Lima Duarte?
Regina: É uma festa completa, porque ela reúne cultura, esporte, diversão e consegue abranger todas as idades, a gincana é algo maravilhoso!

JJ: O que move você a torcer por essa equipe?
Regina: Eu torço pela Ket Xup porque ela surgiu do nosso convívio; em meio aos nossos amigos e familiares. Fico até emocionada ao falar da gincana e da Ket Xup!

Câmera 1 – Entrevistado Pablo Carlos de Oliveira

JJ: O que leva uma pessoa a participar da gincana?
Pablo: Emoção, competição e amor à equipe!
JJ: O que achou da abertura?
Legal.

Carniceira – Entrevistada: Ana Maria de Oliveira

JJ: O que leva uma pessoa a participar da gincana?
Ana: O amor a equipe é o principal. A emoção de estar ali participando é inexplicável e a vontade de ser o campeão, sempre respeitando as regras e o limite de cada um dos participantes.
JJ: Por que você torce para sua equipe?
Ana: Porque desde quando surgiu a equipe eu me simpatizei e quis participar, tanto que hoje a Carniceira é uma das maiores equipes da gincana de Lima Duarte e a mais animada, me orgulho de ser Carniceira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário